O Projeto Técnico Simplificado em outras palavras é conhecido como Projeto simplificado AVCB, Projeto de Combate a incêndio e Projeto AVCB, é utilizado para dimensionar as medidas de segurança contra incêndio, onde se enquadra como PTS, o mesmo é avaliado pelo Corpo de Bombeiro através do portal via fácil. 

 

PROJETO TÉCNICO SIMPLIFICADO COM EMISSÃO DE AVCB

Todas as edificações que se enquadrarem nas exigências citadas abaixo, ao se regularizar com o Corpo de Bombeiros será emitido pelo mesmo o documento Avcb:

  • Edificação com área construída menor ou igual a 750 m² com até 3 pavimentos desconsiderando-se o subsolo quando usados exclusivamente para estacionamento (garagem);
  • Edificação e/ou área de risco na qual não se exija  proteção por sistema hidráulico de combate a incêndio;
  • Construção que não necessite de proteção de suas estruturas contra a ação do calor (IT-08 – Segurança estrutural nas edificações);
  • Posto de serviço e abastecimento cuja área construída não ultrapasse 750 m², excetuada a área de cobertura exclusiva para atendimento de bomba de combustível, conforme exigências do Decreto Estadual 63.911/18;
  • Comércio de revenda de GLP com armazenamento de até 12.480Kg (equivalente a 960 botijões de 13 Kg), visto que cuja proteção não exija sistemas fixos de combate a incêndio;
  • Locais com presença de líquidos inflamáveis com tanques ou vasos aéreos até 20m³, visto que cuja proteção não exija sistemas fixos de combate a incêndio;
  • Locais de armazenamento de no máximo 10m³ de qualquer tipo de gás inflamável em tanques ou cilindros, para qualquer finalidade;
  • Reunião de público com área construída menor ou igual a 750m², cuja lotação não ultrapasse 250 pessoas, visto que cuja proteção não exija sistemas fixos de combate a incêndio;

PROJETO TÉCNICO SIMPLIFICADO COM EMISSÃO DE CLCB

Todas as edificações que se enquadrarem no Projeto técnico Simplificado e nas exigências citadas abaixo, ao se regularizar com o Corpo de Bombeiros será emitido pelo mesmo o documento CLCB:

  • Possuir área total construída menor ou igual a 750 m², não sendo permitido desconto de área, exceto coberturas de postos de abastecimento e serviço, de praças de pedágios e de piscinas e de área destinada à residência unifamiliar com acesso independente direto para a via pública.
  •  Não comercializar ou revender gás liquefeito de petróleo – GLP (revenda).
  • Se houver utilização ou armazenamento de GLP (Central) para qualquer finalidade, possuir no máximo 190 kg de gás.
  •  Não possuir quaisquer outros tipos gases inflamáveis em tanques ou cilindros.
  •  Armazenar ou manipular, no máximo, 1.000 litros de líquidos combustíveis ou inflamáveis em recipientes ou tanques aéreos, sendo aceito qualquer quantidade exclusivamente para armazenamento em tanques enterrados.
  •  Não ter na edificação as seguintes ocupações:
    a. Grupo A, divisão A-3 com mais de 40 leitos;
    b. Grupo B, divisão B-1 com mais de 40 leitos;
    c. Grupo D, divisão D-1, que possua “Call center” com mais
    de 250 funcionários;
    d. Grupo E, divisões: E-5 e E-6;
    e. Grupo F, divisões: F-3, F-5, F-6, F-7;
    f. Grupo H, divisões: H-2, H-3 e H-5.

COMPOSIÇÃO DO PROJETO TÉCNICO SIMPLIFICADO

Documentos que devem ser anexados ao portal para analise do corpo de bombeiros:  

  1. Preenchimento eletrônico do Formulário de Avaliação de Risco de segurança contra incêndio, no sistema VIA FÁCIL BOMBEIROS;
  2. Anotação de responsabilidade técnica (ART) do responsável técnico  sobre os riscos específicos existentes na edificação, instalação ou área de risco.
  3. Comprovação de área construída.

 CONCLUSÃO DO PROJETO TÉCNICO SIMPLIFICADO

O Projeto Técnico Simplificado é direcionado para pequenos locais, pelo contrario que o nome diz não é necessariamente um projeto, o Corpo de Bombeiros não exige a apresentação da planta de Combate a incêndio como o Projeto Técnico de AVCB. 

Quando o local se enquadra com a emissão do Avcb é necessário uma vistoria do Corpo de Bombeiro até o local, em contrapartida quando se enquadra no Clcb  não é necessário a vistoria do Corpo de Bombeiros entretanto deve ser feito o upload dos documentos no Portal Via Fácil para a emissão do Clcb.

É de estrema importância que a edificação esteja protegida pelas medidas de segurança, com o propósito de proteger o usuários e estabelecimento.

PARA SABER MAIS SOBRE PROJETO DE COMBATE A INCÊNDIO ENTRE EM CONTATO CONOSCO.

Nossa equipe de suporte está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!